NCaster Has not been assigned a template for this catogory. This site is powered by Project ncaster
using defalts layout Este prémio, conhecido este mês, é obtido entre os vinhos que na primeira fase do concurso conquistaram a medalha de ouro e está apenas ao alcance dos néctares que reúnam as pontuações máximas nas suas categorias (entre 95 e 100 pontos).

O ‘Tributo 2008’ é produzido a partir de uma pequena vinha de Syrah, Grenache e Viognier, plantada nos terrenos da charneca de Almeirim, em solos arenosos de calhau rolado, e que deu origem a uma produção de 2000 garrafas.

“O meu objectivo com esta pequena vinha era demonstrar que a região do Tejo tem a mesma aptidão de outras regiões para produzir vinhos de excelente qualidade e com este reconhecimento internacional os meus propósitos foram largamente atingidos”, refere Rui Reguinga, Enológo e Produtor do vinho premiado.

A título de curiosidade, refira-se que o ‘Tributo 2008’ foi mesmo escolhido para figurar entre a lista exclusiva de vinhos servidos durante o jantar de atribuição dos prémios desta competição, que decorreu no Hotel Hilton on Park Lane, em Londres, onde o produtor Rui Reguinga recebeu pessoalmente o ‘Trophy’, entregue pelo conceituado crítico de vinhos inglês Charles Metcalfe.

O Presidente da CVR Tejo, José Pinto Gaspar, comentou o feito do ‘Tributo 2008’, recordando que este galardão, que pela primeira vez foi atribuído a um vinho do Tejo, vem juntar-se a outras duas distinções de grande prestígio conquistados pelos vinhos da região no ano de 2010.

“Depois do melhor rosé do mundo, no Concurso Mundial de Bruxelas, e do melhor vinho nacional no Concurso Nacional de Vinhos, este prémio representa mais uma prova inequívoca da qualidade dos nossos vinhos, num ano absolutamente memorável para a região vitivinícola do Tejo”.

Dono de um aroma complexo e de grande intensidade, o ‘Tributo 2008’ possui também um toque balsâmico, fruto do estágio de 12 meses em barricas de carvalho francês Allier.

Com um teor alcoólico de 14%, apresenta uma cor rubi e tem um paladar equilibrado, muito elegante, boa acidez, final longo e agradável persistência.

A 27ª edição do International Wine Challenge realizou-se em Londres, tendo reunido mais de 9000 vinhos a concurso, provenientes de 46 países, que foram avaliados por um júri composto por mais de 300 elementos, entre enólogos, profissionais do sector e críticos de vinhos.

Com um montante de investimento superior a 220 mil euros, o projecto de Lançamento da marca "Vinhos do Tejo" no mercado nacional e internacional, tem como objectivo introduzir e afirmar a nova marca "Vinhos do Tejo" a qual servirá de chapéu para os vinhos de todos os produtores da região e estimular a sua presença no mercado nacional e internacional.

Este Projecto irá ser financiado pelo QREN, no âmbito do Programa Sistemas de Apoio a Acções Colectivas, no montante de 227 523 mil euros, dos quais 170 642 mil euros são provenientes do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.