NCaster Has not been assigned a template for this catogory. This site is powered by Project ncaster
using defalts layout Comores, Madagáscar, Malawi e Moçambique, são os países da África Austral com maior tendência para o desastre natural.

Na semana passada, depois de uma reunião de três dias com parceiros de financiamento em Maputo, os quatro países concordaram em estabelecer um centro técnico na sub-região para redução dos riscos, com sede em Moçambique.

Parceiros

Uma iniciativa que conta com a colaboração do Centro das Nações Unidas para Assentamentos Humanos, ONU-Habitat.

Durante o evento, o diretor-adjunto do Ministério moçambicano do Estado para Administração, Casimiro Abreu, pediu apoio na realização desta iniciativa aos governos regionais, à Comunidade de Desenvolvimento da África Austral e aos países-membros da União Africana. Na mesma altura, Abreu agradeceu a ajuda do ONU-Habitat para a realização do projeto.

Zonas afetadas

As nações das zonas costeiras ocidental e leste de África são mais susceptíveis de sofrer catástrofes naturais, com cerca de 200 milhões de pessoas a ser afetadas anualmente.

Com o aumento dos desastres naturais no mundo, estima-se que grande parte das vítimas mortais, feridos e prejuízos materiais se verifique nos países em desenvolvimento de África, Ásia e Caraíbas.

A África Austral está exposta a ciclones, cheias e secas, o que é agravado com a mudança climática.

Com o novo centro técnico, os países-membros da iniciativa e que receberão ajuda contra os desastres, esperam acolher especialistas e discussões sobre ações, melhores práticas a seguir, e partilha de experiência e conhecimento. Esperam também maximizar o uso de especialistas da região.